sábado, 1 de maio de 2010

Os Quase Vinte.... Parte II




Os meus quase 20, que mais parecem quase 40:

Aos 3 meses de vida vim pra Salvador morar sozinha com meu "querido" pai.(Nasci no sertão, em Euclides da Cunha).
Aos 6 anos fazia consultas com pscicóloga, meu pai me achava Hiperativa - mas não era não! rs
Aos (quase)8 anos meu pai ficou desempregado e me mandou para Euclides para ficar com minha madrinha - dando-me a desculpa que era castigo por está "aprontando" na escola - aiai.. lá aprendi a varrer casa, lavar pratos, banheiro, forrar cama e etc.
Aos 9 voltei pra Salvador, e fui um pouco mais feliz, vivi a transição de criança/pré-adolescência.
Aos 11 meu irmão nasceu. E eu fiquei com muito ciumes. Nesse ano dei meu primeiro beijo.
Aos 12 fui mãe - meu "querido" pai se "separou" da mãe de meu irmão e invetou de educa-lo "sozinho".
Aos 14 conheci o amor da minha vida.
Aos 15 comecei a trabalhar.
Aos 16 saí da casa de meu pai, passei alguns meses no sertão e voltei novamente pra Salvador, morei com minha melhor amiga.
Aos 17 eu e meu amor juntamos as escovas, as tolhas e tudo mais.
Aos 18 passei no vestibular e compramos nosso AP.


Depois de taaaaaaaanta coisa, que fiz o resumo do resumo, do resumo pra vocês, sabe o que acho? Se eu não tivesse passado por tanta coisa - que teoricamente "não" era o ideal pra cada fase, eu não seria a menina mulher que sou hoje. Ai de mim se não tivesse lutado pelos meus direitos e ideologias, mesmo sendo taxada de adolescente revoltada por muita gente, que hoje pagam pau me apoiam, e eu finjo que esqueci o passado...hahaha.

Tenho orgulho de ser quem eu sou, APESAR de não conseguir cultivar algumas amizades importantes por mero descuido e falta de atenção, de não sair de algumas tarefas com a sensação de dever cumprido, de falar alto, de não ser vaidosa, de ser sincera demais, de ter engordado 17kg, eu AMO quem eu sou, do jeito que eu sou, com TODOS os meus defeitos, (tento corrigi-los sempre, mas os amo!) são eles também que fazem ser como eu sou, o que sou, quem sou.

Enfim, estou satisfeita com o saldo dos meus quase 20! Será que daqui a 10 anos, nos meus quase 30, quando eu ler isso aqui, vou concordar com pelo menos 80% disso aqui? Sinceramente? Tenho quase certeza que sim!

Ando muito ocupada tentando ganhar dinheiro em meio a uma faculdade de turno integral. Me virando em 10 mulheres para conseguir ir pra faculdade, estudar, cuidar de meu avô e da casa dele que está com problemas de saúde, cuidar da minha casa, fazer dieta, tentar ganhar uma merrequinha pra casar, dá atenção ao meu noivorido lindo, enfim... Estou correndo muito contra o tempo que está passando muito rápido, mas ESTOU FELIZ, não é plenitude, mas é FELICIDADE! Afinal tem gente aí que já passou dos 40 e não construiu metade do que eu construi emocionalmente, socialmente, culturalmente nos meus quase 20!

E não adianta eu ficar procurando a Plenitude! Por que? NO ALGE DOS MEUS QUASE 20, EU QUERO SEMPRE MAIS!




Beijos
Pry

2 comentários:

  1. Já tens uma história de vida de fazer inveja em muita gente! É isso aí!!

    beijinhos!

    ResponderExcluir